IPSul começa revitalização da iluminação do Parque Marinha

A etapa de modernização, quando serão instaladas as luminárias de LED, deve ocorrer ainda no primeiro semestre de 2021.

Foto: Divulgação/IPSul.

Em função da sua grande extensão e arborização, o Parque Marinha do Brasil foi alvo nos últimos anos de dezenas de atos de vandalismo. Luminárias, cabos e lâmpadas foram alguns dos itens furtados por criminosos e que afetou diretamente a iluminação pública do local. Neste mês de dezembro, depois de um mapeamento de todos os pontos de luz do parque, a IPSul deu início à reinstalação de lâmpadas e luminárias.


As intervenções foram divididas em três etapas. A primeira, que está em andamento, é a de manutenção das luminárias existentes, que contemplou também a rede subterrânea de uma das subestações do parque. A ação já permitiu iluminar as quadras poliesportivas e a pista de skate. A segunda etapa será a reposição das luminárias dos postes mais altos. Já a terceira contempla a modernização, que é a substituição das lâmpadas atuais pelas de tecnologia LED.


Segundo o Diretor Executivo da concessionária, Guido Oliveira, a iluminação interna vai priorizar locais estratégicos, para melhorar a visibilidade e, consequentemente, a segurança. “Estamos em execução da primeira etapa e o resultado nas áreas esportivas já pode ser observado. Até o fim de fevereiro, vamos concluir a segunda etapa. Com mais iluminação, o parque recebe mais visitantes, o que ajuda a inibir a ação de vândalos e bandidos”.


A etapa de modernização, quando serão instaladas as luminárias de LED, deve ocorrer ainda no primeiro semestre de 2021. Nos próximos dias serão mais 116 pontos que passarão por manutenção (Etapa 1) e outros 108 pontos que serão reinstalados (Etapa 2). No total, o Parque Marinha possui mais de 500 pontos luminosos, contando o entorno e postes internos.


Recentemente, a IPSul, EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação) e Polícia Civil trabalharam em conjunto na identificação de criminosos que furtaram luminárias. Câmeras de vigilância foram utilizadas na investigação. Com o processo de modernização do parque de iluminação de Porto Alegre, previsto para iniciar em março, a administração municipal pode ampliar o sistema de monitoramento eletrônico da cidade através da PPP (Parceria público- privada).